Notícias

A revolução dos micro momentos

24/03/2017

O comportamento de consumo mudou definitivamente. O consumidor abandonou a rigidez do desktop e migrou para a fluidez do mobile: agora as pessoas estão conectadas o tempo todo. Na era do imediatismo, onde tudo acontece simultaneamente, as decisões são tomadas em momentos de impulso.

Quando uma pessoa, entre uma tarefa e outra, ocupa seu tempo recorrendo ao smartphone para consultar preços, escolher novos lugares para visitar, ler ou assistir um tutorial e buscar alguma informação durante o dia-a-dia são considerados micro-momentos.  A esses chamamos de micro-momentos, que são: o "momento eu quero saber", o "momento eu quero ir", o "momento eu quero fazer" e o "momento eu quero comprar".

São instantes de real intenção em que decisões são tomadas e preferências são moldadas em questão de minutos ou segundos.

A batalha pela conquista do consumidor é vencida ou perdida nesses minúsculos momentos de intenção de tomada de decisão e formação de preferências que ocorrem durante esta jornada. Nesses instantes, as expectativas dos consumidores são mais altas que o normal. Eles desejam ter o que querem de forma instantânea e, por isso, estão inclinados a recorrer às marcas que satisfaçam as suas necessidades de imediato.

Os micro-momentos mudarão os processos de criação, segmentação e veiculação das campanhas. Além de se basear em dados comportamentais, as marcas se apoiarão em tecnologias  capazes de analisar o comportamento do público  target  para entregar os anúncios no momento em que as pessoas estiverem  vivenciando o micro momento.
O grande desafio das empresas agora é: como posso alcançar meu consumidor durante os micro-momentos? Essa informação será fundamental para estabelecer relacionamentos relevantes entre marcas e consumidores e definir a jornada de compra.